quinta-feira, maio 31, 2001

Dragon Ball Zica - Capítulo 7

O Perigo vem do Céu

Por Galford

Depois de todo pessoal da M.E.D.I. levar chocolate, no bom sentindo, claro, ah, feliz páscoa, meio atrasado, mas o que vale é a intenção. No capítulo anterior, todos apanharam dos andróides 15+3 e 20-1, até o Galford aqui, apanhou, mas da matemática, foi mal galera, não é fácil escrever texto com um carrasco chicoteando suas costas e vivendo a base sopa de pedra. É, vida de membro da M.E.D.I. não é moleza. Bom, continuando...

Kurinlixo reanima todo mundo com os Viagras dos Deuses, depois foram na casa de Goânus para transferi-lo para casa do Mestre Kama. Picolé foi ao templo sagrado para casar com Kamisapata, e ficarem unidos para sempre. Os andróides decidiram ir a casa de Goânus de carro, se ele morasse em Sampa, eles não chegariam nunca.

Pão Pulma encontra outra máquina do tempo, suspeita que alguém de Hong Kong já pirateou a máquina. Thanks e Gohanta vão investigar junto com Pão Pulma, lá eles encontram a máquina do tempo, um ovo e uma casca de uma enorme criatura. Só havia uma explicação, o culpado era o mordomo, é sempre assim, ou sei lá, uma nova surpresa do Kinder Ovo.

Enquanto isso, numa cidade, pessoas estão desaparecidas, só se encontram suas roupas, será que todos foram pra trás da moita ou é um super encontro de nudistas? Nudistacon? Kamisapata avisa que um novo monstro apareceu na terra, e aceita se unir com Picolé, mesmo achando ele um alien muito verde, que ainda precisa amadurecer um pouco. Vale lembra que Picolé já juntou os trapos com o New na fase do Freezer. Isso ae, o folgado é um bígamo, cadeia nele! Picolé encontrou o monstro, era verde e mais nojento que dentadura usada de velho. Milagrosamente Picolé estava ganhando a luta, mas blá blá blá, se distraiu, o monstro agarra ele e enfia sua cauda em seu... braço, ufa, sugando sua energia, o braço fica mais murcho e enrugado que maracujá de gaveta. Picolé se solta e avisa que não agüenta mais, inventa uma desculpa de mulher, tipo estar com dor de cabeça, e pede pro monstro contar sua história pra manter a enrolação de costume.


Seu nome é Céu, e é um andróide criado pelo Dr. Gelo, a partir de um milkshake de células dos lutadores mais fortes do universo. Havia um robozinho minúsculo que coletava sangue dos lutadores sem eles perceberem, ele foi feito pelo Bill Gates, para conseguir copiar os dados para criar seu Ruindows, revoltado com isso, Picolé despacha o robozinho. Céu avisa que pra conseguir a forma perfeita precisa sugar os andróides e turbinar os seios. Picolé avisa que mentiu só pra Céu abrir o bico, e está pronto pra outra. Kurinlixo e Thanks chegam. Céu grita: "Gente, atrás de você, é o Tom Cruise!" Picolé: "Ai, onde? Onde?" Aproveitando da distração das assanhadas, Céu foge.

Pen Shi Hango e Dijita chegam. Picolé diz q tem um babado forte sobre Céu, e fofoca que descobriu a todos. Picolé e Pen Shi Hango foram atrás de Céu pra saber se ele viu mesmo o Tom Cruise. Thanks e Kurinlixo foram até o laboratório do Dr. Gelo destruir tudo, aproveitaram e pegaram o making of dos andróides e entregaram a Pão Pulma. Muito enrolações depois, para surpresa de todos (menos do Akira Toryama, claro), Goânus se recupera.


Ele se teletransporta para o avião e encontra a todos, Kurinlixo solta a franga, o agarra com tanta força que até fura o avião. Boiolagem geral. Goânus chama Picolé, de Kamicolé-Sapata, irritado, pede para chamá-lo só de Picolé, ou Picozinho quando estiverem a sós. Goânus decide levar Gohanta ao Templo Sagrado, onde um ano dura um dia (possivelmente o local onde Akira escreveu DBZ). Aproveita e na viagem convida Dijita e Trunks, até deixa os dois entrarem primeiro.

Na casa do mestre Kama, surge os andróides, e depois vão para ilha lutar. Picolé vai enfrentar o andróide 2x7+5, e finalmente uma luta de macho, mano a mano, o pau comento solto, os dois dando o máximo de si, mó rala e rola, tudo no bom sentindo. Céu sentindo o enorme Ki dos dois, (hum, isso pega mal) decide ir até a ilha.

E agora, acabou-se o que era doce.

NO PRÓXIMO CAPÍTULO

Oie, eu sou o Kurinlixo, sou o ser mais feio e inútil do planeta, não faço nada aqui, só estou nesse anime porque sou amigo do Akira, no próximo episódio vai acontecer um monte de coisa, mas não sei o que, hehe, nem pra anunciar o próximo episódio eu sirvo. Tchauuu!

ENTREM NA COMUNIDADE DE DRAGON BALL ZICA NO ORKUT

domingo, maio 27, 2001

Furi Kuri (FLCL)

Por Samurai Y

Furi Kuri - Haruko HaruharaFuri Kuri é uma série de 6 episódios do estúdio Gainax (os criadores de Neon Genesis Evangelion, Asas de Honneamise, Nadia, Gunbuster, Otaku no Video, etc).

A história se passa em uma cidade estranha chamada Mabase, tendo como protagonista uma garoto chamado Naota Nandaba, a principio parecia um garoto normal, sempre se encontra perto de uma ponte com uma garota chamada Samejima Mamimi, namorada de seu irmão(o que não impede ela de dar um amaço no pequenino garoto!), que foi para América jogar baseball, até que em um dia aparece uma garota estranha em uma Vespa chamada Haruko Haruhara que acaba atropelando ele, ai começa todo a trama da história. A partir daí uma coisa estranha começa a acontecer com ele, começa a aparecer uma espécie de chifre em sua cabeça, só o que ele não esperava era que a garota da moto fosse morar com ele, e se diz ser empregada.

Na casa de Naota, mora seu pai o Nandaba Kamon um fanzineiro aposentado, e seu avô, Nandaba Sigekuni, que é treinador do time de baseball da cidade, e tem uma padaria.

Só que ele acaba descobrindo que aquilo não é um chifre, e sim um portal que tira robôs de dentro de uma fabrica estranha chamada de Medical Mechanica, que fica bem no meio de Mabase e tem um estranho forma de um ferro de passar. A primeira aparição é na ponte quando um Robô chamado de Canti (Kanchi, ou TV-Kun) e uma parte de um robô (para ser mais exato só a mão) saem da cabeça de Naota e travam uma batalha, daí então Canti depois de vencer a batalha começa a morar na casa de Naota.

A história é muito boa, complicada, mais boa, os efeitos visuais são ótimos, eles misturam vários estilos de desenhos no anime, tem até um efeito Matrix, onde a camera gira em volta do personagem. É estupendo, eu mesmo assisti 4 vezes seguidas, e já tô com vontade de assistir de novo.

Notas: Quando Canti pula do teto da escola e cai sobre o carro da professora, notem que do carro voa um bonequinho do Kenny, o personagem de .
Toda vez que o Naota grita mano(ou irmão) o Canti, o engole e fica vermelho e mais forte.
O pai de Naota fazia o fanzine do Eva.

PERSONAGENS

Furi Kuri - Personagens
Nome: Nandaba Naota
Voz: Mizuki Jun
Idade: 12
O personagem principal da série, tem um jeito do Shinji, estudioso e "mongo" ao mesmo tempo as mulheres da série ficam se atirando aos pés dele más ele nem tchum, parece que não é chegado na fruta, que nem o Miyasa.

Nome: Haruhara Haruko
Voz: Shintani Mayumi
Idade: 19 (+/-)
Diz ser uma extraterrestre, anda em uma moto Vespa amarela, usa uma guitarra como arma de combate e vive atazanando a vida de Naota, tanto é que vai trabalhar na casa dele como empregada da casa.

Nome: Samejima Mamimi
Voz: Kasagi Izumi
Idade: 17
O namorada do Tasuko, irmão mais velho de Naota, embora seja estranho a maneira que ela age, parece ser namorada dos dois, já que ela vive agarrando Naota de maneira nada discreta.

Nome: Nandaba Kamon
Voz: Matsuo Suzuki
O pai de Naota, tarado em potencial, ex-editor de um fanzine do Eva, tem uma pequena Padaria de fazer pães(Daaaã), tem certa atração por Haruko que chega até a perder a cabeça literamente.

Nome: Manabe Gaku
Voz: Miyashima Akira
Um colega da escola de Naota.

Nome: Masamune Masashi
Voz: Suzuki Kazuhito
Outro colega de Naota.

Nome: Ninamori Eri
Voz: Itoo Mika
Outra das colegas de Naota, ela é presidente de classe, e também é filha do prefeito de Mabase que no momento está envolvido num escândalo. Ela é outra que tem uma queda por Naoto.

Nome: Nandaba Tasuku
É o irmão de Naota. Ele foi para a América jogar baseball.

Nome: Junko Miyaji
É a professora de Naota.

Nome: Amarao
Voz: Ookura Kouji
Oficial do Departamento de Imigração Interestelar.

Nome: Kitsurubami
Voz: Senyou Chiemi
Trabalha com o Amarao.

Nome: Miyu-Myiu
É o gato da casa de Naoto, ele é folgado, preguiçoso, e só dorme o dia todo( não sei por que mais me lembra o Galford).

Nome: Tackn
É um gato que foi adotado pela Mamimi, e tem uma queda pelo Kanchi(Canti, TV-Kun).

ROBÔS

Kanchi [Canti, TV-Kun]
Foi o primeiro robô a aparecer, nos momentos de perigo ele luta com os inimigos e ajuda ajuda nos afazeres domésticos na casa de Naoto.

Robô #1
O primeiro dos robôs da Medical Mecanics. Apareceu em uma ponte, ele é só um braço!!

Robô #2
Este aqui tem um braço prolongável. O Robô 1 é o seu braço

Robô #3
Têm a forma de uma aranha. E aparece na escola, com Ninamori grudada em sua parte de baixo.

Robô #4

É um satelite artificial.

Robô #5
Estranho não?

ELENCO

Nandaba Naota - Mizuki Jun
Haruhara Haruko - Shintani Mayumi
Samejima Mamimi - Kasagi Izumi
Nandaba Kamon - Matsuo Suzuki
Nandaba Sigekuni - Ito Hiroshi
Manabe Gaku - Miyashima Akira
Masamune Masashi - Suzuki Kazuhito
Ninamori Eri - Itoo Mika

STAFF

História e planejqmento: Gainax
Conceito de história: Tsurumaki Kazuya
Diretor: Tsurumaki Kazuya
Conceitos visuais e criação de personagens: Sadamoto Yoshiyuki
Enredo: Enokido Yooji
Música:The Pillows e Mitsumune Shinkichi
Produção e animação: I.G. e Gainax

Tags: , , , ,

terça-feira, maio 22, 2001

Gaiman, Fnac, Confusão e Frustração

Por Miyasa

Ontem eu disse para todos que conheço (um mundaréu, praticamente toda São Paulo): OBA! Amanha vou conhecer o Gaiman, apertar sua mão, pegar autógrafos, e dizer "thank you". Fui com minha mãe, afinal, ela também curte quadrinhos e tem uma coleção de Sandman (tal mãe, tal filho).

Foi uma viajem difícil e cansativa, pois alem de sairmos tarde do trampo dela, erramos o caminho e só chegamos às oito. Mas chegamos.

Estávamos alegres, eufóricos e com uma Morte - encadernação de luxo em inglês, algo de babar. Além de Sandman e Morte, outras personagens estavam presentes conosco, como Desejo e Delírio. Pude senti-las. Fomos com o passo apertado, mas certos de que iríamos nos encontrar com nosso ídolo, afinal essas coisas são sempre enroladas, atrasam, a fila é grande e, como dizia no folheto, NÃO ERA NECESSÁRIO RETIRAR INGRESSOS, o que facilitaria nossa vida. Ao chegarmos, deparamos com uma fila que descia escadas. Procurando o final da mesma, acabamos encontrando o resto do pessoal da MEDI e, após devidas cerimônias e fitas de animes na bolsa, nos dirigimos para a fila. Foi aí que veio a bomba de Hiroshima. O Holocausto. A Guerra dos 100 anos.

Uma velha esguia, vulgar, rastejante veio bufando e exalando seu mau cheiro como um demônio saído de Spawn e vociferou:

- VOCÊS TÊM SENHA?
- O quê?
- Senha. Vocês tiraram a senha?
- Senha?
- Se não tem senha, não tem autógrafos.

Oh, céus! Deus é testemunha do sentimento aterrador que aquelas palavras causaram. Palavras cruéis e inimigas dos fãs de quadrinhos. Palavras que nos separaram para sempre da chance de conhecer nosso ídolo, nosso mentor, nosso mestre dos sonhos. Insistimos. Brigamos. Brincamos. Protestamos. Mas nada adiantou. A velha esguia e vulgar, agora acompanhada de seus cupinchas demoníacos, estava mesmo disposta a destruir nossos sonhos, que Lorde Morpheus nos preparou com tanto carinho. "Ele ainda vai pegar o vôo para Buenos Aires esta noite", disse o gárgula da escada rolante.

Será que vale a pena algo tão mal organizado, favorecendo apenas uma minoria e esculachando os demais? Será que valeu a pena arrastar tantos fãs pra loja à toa? Se ao menos avisassem que seria algo limitado a poucos... Pra ficar mais inusitado, criaram caso com a brincadeira dos companheiros da MEDI, que exibiam um cartaz dizendo que estaríamos vendendo os autógrafos. Ainda bem que saí de fininho e ninguém me viu com eles neste momento, nunca os vi mais gordos. Ora, tenho um nome a zelar.

Ainda veio uma amiga dos malucos, a judiar mais ainda destes pobres diabos sem autógrafos, exibindo a assinatura em português com os dizeres: Bons sonhos.

O que mais revolta nisso tudo é que não pude sequer ver o rosto do homem. Minha mãe, se sentindo mal e ameaçada pela presença de hostes inimigas, me pressionou e fomos embora. Ainda não sei se os outros Malucos Endiabrados conseguiram algo além da bronca. Na volta, além da euforia, também acabou-se o dinheiro suado, Destruição quase apareceu em cena e Destino revela-se ter nos pregado uma peça. Apenas restou a Decepção - personagem novo e desconhecido na trama - um bom caminho a percorrer, e a esperança de que um dia o mestre dos sonhos nos prepare um sonho como este novamente, mas que não se torne um pesadelo.