sexta-feira, novembro 11, 2005

Diário de um Sobrevivente do Macarrão com Salsicha

Por Galford (Publicado originalmente em 05/10/2002)

Querido diário, finalmente voltei, achei que nunca mais o veria, passei por momentos difíceis, tudo começou em um Domingo.

Domingo: Parecia mais um dia normal, estava eu, Homem-Grilo e Jairo na casa do Samurai Y falando altas bobagens como de costume e como era tarde, estávamos morrendo de fome. Enquanto isso na cozinha, a mãe do Samurai pegava o caldeirão da família e preparava o tal macarrão com salsicha, durante alguns momentos escutei alguns barulhos de explosões, mas achei que fosse parte do tiroteio diário da rua. Enfim, fomos convidados/obrigados a comer o tal macarrão, eu tentei evitar, talvez prevendo o perigo, mas um revólver 38 conseguiu fazer eu mudar de idéia. Terminado a refeição, cada um pegou seu rumo e o dia parecia terminar normalmente...

Segunda: Aqui estou eu no hospital tomando altas doses de soro, depois de vários exames, toxicológicos, mentais, radioativos, descobriram que estava com intoxicação alimentar, foi uma semana de rei, eu não saia do trono. Fiquei sabendo também que nosso amigo Homem-Grilo ganhou hospedagem no hospital da região, já o Jairo, eu o vi andando nu pelas ruas à noite gritando: I'm the lizard King. Samurai Y nada sofreu, acredito que pelo fato de comer macarrão desde criança seu estômago tenha criado uma defesa natural e por isso está normal (se é que ele é normal).

Domingo: Acho que estou melhor, já consigo movimentar 70% do meu corpo.

Segunda: Já consigo movimentar 85% do meu corpo, fui visitar o Samurai Y, notei que o gato estava comendo o tal macarrão, tentei avisá-los do perigo, mas foi em vão.

Terça: Descobri que o gato está passando mal, fui visitá-lo, estava em estado traumático e recebia soro diariamente. Notei que toda vez que ele sente o cheiro do macarrão tenta em vão desligar os aparelhos. Tive que ir, me senti mal quando ele me agarrou pela camisa e implorou: Me salve! Me Salve! Puxe o fio! Eu não teria coragem pra isso.

Sábado: Tirando a queda de cabelos e perna mancando, acho que não tenho mais seqüelas do acidente. Descobri que a patroa do Samurai foi experimentar o tal macarrão, pedi que não fizesse isso porque poderia perder a namorada, mas ela comeu e não passou mal. Alguns dias depois soube que ela teve alergia a camarão e não passava muito bem, isso me levou a conclusão que a mãe do Samurai tinha inventado um novo macarrão com efeito retardado. Hoje em dia a patroa chinesa é facilmente confundida com uma alemã devido a pele rubra, notei que cada vez que menciono a palavra macarrão com salsicha, ela começa a ter um tiques nervosos.

Segunda: Estive bolando uma teoria, que o macarrão possa ser uma simbionte alienígena que ainda está viva dentro de nossos corpos. Então se um dia me encontrarem morto com um rombo no peito e um rastro de sangue, tenham medo, muito medo.

Terça: Andei pesquisando na net sobre macarrão e achei algumas coisinhas. O criador do filme Alien diz ter criado a história baseada numa pequena lenda de uma pequena cidade de São Paulo. O macarrão com salsicha hoje em dia está em fase de teste como arma química.

Quarta: Sinto algo mexer dentro do meu estômago, melhor ir ao médico...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home