sexta-feira, novembro 11, 2005

Mai - A Garota Sensitiva

Por Miyasa (Publicado originalmente em 22/04/2001)

Olá amiguinhos! Hoje vim falar de um mangá super fashion q surgiu junto com a explosão da febre Akira seguindo a mesma linha "Paranormal". Publicado em 1988 no Japão (mesma época que foi lançado Akira em anime) e em 1992 no Brasil pela editora Abril, esta obra de Kazuia Kudo desenhada pelo mestre Ryoichi Ikegami (o mesmo de Freeman... suspiros...), certamente teve grandes influencias de "A Icendiária", de outro mestre: Stephen King. Ambas as histórias abordam uma garota telecinética e seu pai, que são perseguidos por uma organização secreta que quer estudar, dominar e utilizar seu poder a seu favor. Mas claro, a obra do Mestre do Terror não possui os delírios habituais dos escritores japoneses.

Ao contrario de A Incendiária, os poderes de Mai nao foram concebidos atravéz da ciência, mas é um poder que todas as mulheres de sua família, por incontáveis gerações, que era usado para manter a paz em Togakushi, o unico lugar da Terra que atravessou mais de mil anos sem lutas. Em Mai, a organização que a persegue é a Aliança da Sabedoria. Nada de cliches como "querer dominar o mundo". Eles querem os poderes de Mai para um futuro que eles almeijam contruir para a Terra. Para isso, eles contratam outras organizações poderosas e com grande influencia mundial, como a Organização Kaieda. Em uma das batalhas, o pai de Mai acaba ferido e, desaparecido, é dado como morto. Diante as dificuldades que a garota passa, ela acaba liberando seus poderes mais do que gostaria.

Vendo que seriam incapazes de capturar a garota, a Aliança da Sabedoria resolve usar uma arma tão poderosa quanto ela: outros garotos telecinéticos (entre eles um americano liiiiiiindoooo uuiuiuiui). No desenrolar da história aparecem outros personagens tão cativantes quanto a doce Mai, como a cruel Garten (uma alemã telecinética), o Sr. Mandarao, Intetsu, Kenmochi (o saco de pancadas da história), as amigas de escola de Mai, entre outros que se empenham em ajudar Mai e, como não poderia faltar um mascote, tem o cãozinho Ron que ajuda bastante também.

O que mais prende à história são os vários mistérios que aparecem durante a série. Mas você não vai querer que eu conte, vai? A série rendeu 8 volumes no Brasil e não é facilmente encontrado por aí. Talvez ainda exista em algum sebo da vida. Se encotrar, compre que além de raridade, é uma maravilha dos mangás. Mas se nao se importar em "ler figuras" ou souber ler em japones, o mangá original é facilmente encontrado em livrarias especializadas como a Comix ou Fonomag.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home