segunda-feira, dezembro 12, 2005

Bagaceiras Cinematográficas: A Casa dos 1000 Corpos (House Of 1000 Corpses)

House of 1000 Corpses foi o primeiro "slasher" dirigido pelo rockeiro malucão Rob Zombie (ex-vocalista do White Zombie), agora com uma sequencia engatada à caminho: Rejeitado Pelo Demônio (Devil's Rejected) que dá continuidade aos eventos ocorridos no primeiro filme (ooooh!É mesmo?Jura?).

Antes de mais nada, permitam-me salientar sobre a edição porca desse filme... nada de anormal se tu for esperar algo vindo de alguém se antende sob alcunha de "Zombie". Outra é que os (ir)responsáveis pela edição parecem ter chafurdado seus "coco nuts" de heroína e LSD, tamanha que é a bagunça da edição. E te garanto que essa orgia de cenas desconexas (takes de shows de horror da década 50, outros envolvendo o tal Doutor Satan que é até mencionado uma hora, entre outras cenas bizarras sem relações aparentes com o filme), todas pra encher lingüiça, não são obras do acaso. Isso que o Mr. Zombie confessou der reduzido a duração do filme devido à censura... vai ver ele queria colocar mais cenas inconsistentes nessa película despirocada.

O plot é explicitamente inspirado no clássico slasher Massacre da Serra Elétrica de Tobe Hooper, pegando o detalhe dele ser escancaradamente comparado com essa bomba, na capinha do DVD... "O filme mais louco desde o Massacre da Serra Elétrica". É... tem que ser bem louco mesmo pra fazer uma comparação risível como essa.

A história é situada na década de 70, onde jovens alucinados de LSD e maconha dão carona para uma Junkie desmiolada (atriz casada com Zombie), lá pelos confins de alguma cidade do interior dos EUA (pelo visto, deve ser no estado do Texas). Logo depois vão parar numa casa caindo aos pedaços, onde residem malucos e psicopatas da pior estirpe. Claro que tudo acaba em pizza e os coitados são trucidados e torturados um-por-um, como todo bom slasher movie envolvendo caipiras sádicos e assassinos malucos... ou era essa intenção, já que pra não imitar muito o clássico de Hooper, me aparecem lá pelo finzinho da película, ZUMBIS e um MUTANTE de máscara de gás (senão me engano esse mesmo mutante, aparece em um Video-Clip da banda desse diretor pirad) portando um machado enorme... aí tu mede o tamanho da bosta que é o roteiro e da direção caótica do Mr. Zombie.

Vale mencionar a participação de Bill Moseley (o Chop-Top na continuação pastelona do Massacre da Serra Elétrica) que, pra variar, encarna um dos membros psicóticos dessa família de doidos varridos homicidas. E também o melhor personagem do filme, que é o palhaço psicótico que atende pela alcunha de Capitão Spaulding (Sid Haig) e que aparece no começo do fime. Um tiozinho louco... mas um doido varrido mesmo! Ele e seu ajudante igualmente maluco, despacham sádicamente dois meliantes no começo do filme. E também é dono de uma loja de quinquillharias bizarras, que tem até uma espécie de trem-fantasma macabro, nos fundos do estabelecimento. Ele menciona (para, claro, meter um medinho nos forasteiros chapados) ter experimentos mal-sucedidos do famigerado e diabólico Dr.Satan.

Uma pena que o roteiro tenha disperdiçado um personagem tão legal, e preferiu dar enfoque para a incessante seção de tortura (que chegam à beirar um snuff movie, bem diferente das torturas psicológicas e dementes do Massacre da Serra Elétrica original) desses jovens chatos (e do telespectador), tudo aglomerado à um milhão de cenas bizarras nada à ver (que mais parecem mensagens subliminares em modo slow), só para fazer a alegria da edição incompetente.

Enfim, apesar da promissoriedade devido ao começo até divertido, envolvendo o maluco Capitão Spaulding, passados uns 20 minutos, o que sobra é um chupinhão mal-acabado e escarrado do Massacre Da Serra Elétrica, com um plot sem nexo, de mal-gosto inominável, mal-editato, com uma direção chapada, que só fará a alegria dos bolhas que adoraram lixos do naipe de House Of The Dead e Resident Evil Apocalypse. Que o Rejeitado Pelo Demônio compense o fiasco que foi o primeiro filme... se bem que continuações tendem a ser piores que os originais. E se o primeiro já foi uma bomba homérica...

Eu fico imaginando o que vai acontecer quando o Marilyn Manson resolver fazer um filme, também... eh, eh, eh!

2 Comments:

At 12:59 AM, Blogger Cadu Simões said...

Bom artigo. Mas só um detalhe técnico. Quando for postar imagens alinhadas a esquerda ou a direita do texto, escolha a opção de tamanho pequeno. E para imagens alinhadas ao centro, escolha a opção de tamanho médio.

Assim todos os textos do blog ficam padronizados.

 
At 3:13 PM, Blogger Kleber said...

Valeu pelo toque, mestre gafanhoto.

Esqueci que havia opção de reduzir a imagem.Melhor até pra carregar rapidamente o blog.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home