terça-feira, dezembro 06, 2005

EGS: Animecon dos Games

quase uma salex!!!
Nos dias 16. 17 e 18 de novembro rolou no Expo Center Norte, a segunda edição de EGS, tendo um público grande no ano anterior e ganhando muita babação de ovo de muitas revistas, esperava-se um evento superior ao anterior que era bem regular, mas ao contrário, a EGS conseguiu ser pior que o anterior.

Segundo a Outerspace, o evento teve um público de 25 mil pessoas, mais que o ano anterior, as vezes com tanta fila, eu me perguntava se o público era realmente grande ou era falta de opções para divertir.

Na entrada, você já ganhava uma revista do evento, feita pela equipe da EGM, a revista não servia pra nada, tinha mapa, mas num lugar tão pequeno, nem precisava de um, e não entendi porque deixaram no mapa banheiro como Bathroom, será que só os gringos tem necessidades?

Na entrada eles perguntavam quem ia participar dos torneios. Esquema? Gran Turismo, Halo, Counter Strike, Fifa, Battlefield, Need for Speed e Age of Empires III, entre outros. Por que não uma campeonato de KOF? Burnout? Pump It Up? Sempre os mesmos jogos, parece que brasileiro só joga isso. Age of Empires saiu esses dias e já tem campeonato, qual a graça de uma campeonato de um jogo que poucas pessoas sabem jogar?!

Isso me lembra a Arena Free-game, só tinha Counter e Battlefield, acho que eles pensam que todo gamemaniaco é rato de lan house.

Pra variar a Level Up estava lá, só queria entender porque toda vez que ela divulga Ragnarok é sempre usando imagens com várias personagens lutando ao mesmo tempo, coisa que você nunca vê no jogo, a não ser os trocentos mercadores de Prontera. De quebra, vem trazendo mais jogos online pra o Brasil, sabe-se o que se nota em todos? Eles tem aberturas em gráficos babantes, mas na hora de rodar, lá vem os gráficos simples de sempre.

Stand campeão (da tosquice) foi o da CBTC, responsável pela vinda do Priston Tale, estava lá eu olhando o jogo e do nada soltam uma névoa fedida, e me aparece duas minas e um cara fantasiado (o penteado era algo como Vejita + Freakzoid) com os personagenens do jogo, nossa, como eram medonhos, pior eram as caras de mal que eles faziam, o grupo envergonharia qualquer cosplayer.

aceita uma torradinha?Um grande atrativo do evento foi a chance de conhecer o X Box 360, não que eu seja fã de X Box, a questão era ver um videogame da nova geração, mesmo que fosse um Polistation 3 da vida, a fila era enorme, na falta do que fazer topei encarar, 3 horas depois e quase fechando o evento, conseguir jogar a criança por menos de 5 minutos, revoltante, no?
Detalhe: não era a versão final do console, vieram da terra del chaves e os jogos eram demos.

Seu controle é algo Dreamcast + PS2 + direcional podre para jogos de lutas 2D. Seu visual é, usando um termo fresco de Designer, Clean. Seu jogos? Nada de cair o queixo, gráficos parecem falsos, tipo, falta textura, eu joguei o Dead or Alive, no trailer parecia animal, ao vivo, parecia ainda um jogo de X Box antigo.

Pra isso eles inventam mil desculpas, que os jogos estão inacabados, que o X BOX 360 não era a versão final, e até culparam a tv.

Enfim, foi vergonhoso entrar na nova geração com o X BOX 360, foi como esperar o papai noel no natal e no lugar aparecer seu tio bêbado de gorro vermelho.

nova geração? me congele até sair o PS3!
Só queria entender porque a Rádio 89 FM leva um BigFoot, aqueles putas carros, pra dentro do evento? Subir e tirar fotinha? Aproveita e bota chapéuzinho do Mickey também.

Em termos de brindes, evento continua tosco também, não agüento mais ganhar revista velha e cd de Ragnarok, outras coisas eram camisetas, chaveiros, e um bastão inflável da Microsoft que parecia um supositório gigante inflável.

Para o Nintendistas, necas, Nintendo deixou o pessoal na mão, algo inesperado pra uma empresa que bateu cartão em tantos eventos de anime.

Havia a possibilidade de jogar o demo de Final Fantasy XII, o jogo tava bem concorrido, em termos de visual, mó capricho, mas percebe-se mudanças na jogabilidade, ruim que só tinha duas missões e eram bem curtas. Ah, isso não é nenhum putcha furo de exclusividade do stand, o demo está disponivel na net para qualquer mortal.

Enfim, a EGS foi uma decepção, assim como uma Animecon, não evoluiu em nada, só apresentou mais do mesmo. Manteve seu preço alto do evento anterior, ah, claro, tinha a promoção compre um jogo original e pague metade, mas, se eu quero economizar dinheiro, porque raios vou comprar um jogo que custa mais caro que o ingresso?! Cadê as opções de divertimento? É tudo tão limitado, tedioso. Até o mascote da feira é mal feito. Se o evento for manter essa "qualidade" vai ser tornar totalmente dispensável.

Animecon sempre bateu o peito dizendo que era maior evento do Brasil, depois de alguns anos perdeu seu posto para Animefriends que bate na mesma tecla e não é nenhuma maravilha, acho que o pessoal deveria tomar cuidado com esse ego inflado, afinal, peixe morre pela boca.

1 Comments:

At 8:51 AM, Blogger Razor NetOut said...

Acho que não é preciso ser nenhuma mãe Dinah para prever que estes eventos irão ser um desastre no final das contas.. hehehe. Você mesmo disse que vai nestes negócios só pra sair com os amigos =P

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home